Sweet Solution: Para ler/assistir um Shojo de qualidade

4

Antes de mais nada Shōjo é um mangá/anime para garotas. Enfim, o que os faz ficar na maioria das vezes condenado aos 13- anos, como a tão discutida e esquecida Sailor Moon. De qualquer forma, apresento a vocês Vampire Knight, eu não o classificaria como shojo, porque até foi um garoto que me indicou e a maioria das meninas não gosta de sangue, mortes e armas e etc.

Vampire Knight (Cavaleiro Vampiro) é um daqueles animes/series que você lê/assiste tudo muito rápido porque deixa aquele gostinho de “quero mais”.

Assisti e li tudo disponível em+/- uma semana e é um dos meus animes/mangas favoritos e não é porque se trata de um triângulo amoroso de vampiros com uma humana: que é bem batido já né? Mas, porque é realmente viciantes e com personagens muito bem trabalhados, a sua história é intrigante, surpreendente e cheia de subtramas mais complexas. Continuar lendo

Sweet Solution: Para quem tem uma lista de inimigos e não sabe o que fazer com ela

10

Deixa eu adivinhar? Você tem uma lista enorme de inimigos mortais. E se empenhou muito em aumentá-la ao longo dos anos, um exemplo disso é o doutor Sheldon Cooper do seriado The Big Bang Theory, a sua lista de inimigos é tão antiga que ainda está gravada em disquetes.

Mas, o que fazer com aqueles nomes que incluem aquele fulaninho que quebrou seu brinquedo no jardim de infância e o sua ex que bateu seu carro? O escritor Tsugumi Ōba criou uma série de mangá bem reveladora no quesito “matar inimigos” e limpar o mundo do mal: Death Note (Caderno da Morte) que pode ajudar você.

Sinopse: Um macabro caderno cai nas mãos de um rapaz incrivelmente inteligente. Raito não somente o testa, como consegue fugir sem problemas e por um bom tempo de uma equipe de investigação, sendo um dos homens que o procuram, seu pai. Ele é enfrentado por “L”, o melhor detetive do Japão, e aos poucos consegue até sua confiança, entrando para a equipe.

Conheci Death Note a uns 2 anos e praticante devorei os episódios. É um anime inteligente, não é um história vazia sem conteúdo que você assiste para passar o tempo. Há muito a aprender nas questões de lógica, raciocínio, justiça, como lidar com o poder, etc.

Abaixo estão listados 10 motivos para você gostar: Continuar lendo

Sweet Solution: Para ler um Romance clássico e não se chatear

8

Meu lado mas nerd diz respeito a animes e assombrações, o meu outro lato digamos “culto” é apaixonado por clássico, o seu também, sweet? Agora e se… juntássemos esse clássico com zumbis, ninjas e mestres shaolins? É isso que acontece no livro “Orgulho, Preconceito e Zumbis”. 

A história é 80% a mesma, o que muda mesmo são os extras. Imagine você num baile vitoriano e de repente zumbis invadem essa paisagem e começam a devorar todo mundo? É isso que se passa no livro. Uma pitadinha de emoção no clássico romântico. Não que a intriga matrimonial já não seja emocionante para quem gosta...

“Cuidado com o cérebro, Senhor Darcy!”

Claro que o livro “montou” nessa febre de fantasia sobrenatural macabra que está rolando hoje em dia, mas não deixa de ser interessante. A coleção [Clássicos Fantásticos] do qual faz parte é recheada de releituras dos clássicos e uma boa para quem não gosta de ler “os livros chatos” da escola.

Depois de você ler a versão “bizarra” acaba tendo interesse pela original, pelomenos é o que eu venho vendo acontecer com por exemplo: ” Senhora, a Bruxa” ou “Dom Casmurro e os Discos Voadores” ou até “A escrava Isaura e o Vampiro”. Como poderia ser ruim? Os clássicos que somos “obrigados” a ler de um jeito totalmente remasterizado e eficientes? Continuar lendo

Sweet Solution: Para você aprender a viver com(o) o Dr. House

10

Dr. House: “Acontece que as suas opiniões não dão bons resultados. Aconselho a usar as minhas”.

Se você é um house-maníaco como eu, e está órfão depois que a série acabou-se vai com certeza querer ler: “Dr. House – Um guia para a vida“. Antes de mais nada ignore o fato que é uma “auto-ajuda” porque é a AUTO-AJUDA DO HOUSE. Assim, sweet você poderá aprender o estilo de vida e absorverá a personalidade do seu médico genial favorito.

Classifico-o como o anti-herói das auto ajudas, claro o House é o anti-herói dos médicos: viciou-se em Vicodin, foi preso, manda sua equipe invadir a casa dos pacientes, humilha os membros de sua equipe, desrespeita ordens de seus superiores, faz pouco caso do melhor amigo, pouco se importa com o contato pessoal com seus pacientes, rouba o notebook da namorada, e um monte de outras coisas geniais que não caberiam em uma Bíblia…

Dr. House: Está vendo? Eles assumem que sou um paciente por causa da bengala.

Dr. Wilson: Então use um jaleco branco como nós.

Dr. House: Não quero que pensem que sou médico!

Toni de La Torre, o autor, é um especialista em televisão e tecnologia, e pelo que eu vi um house-maniaco também, o livro tem um quê que o próprio house poderia tê-lo escrito. Basicamente ensina os passos para não encontrar a felicidade: porque ela é chata (quer algo mais House que isso?)!

Sweet Solution: Para enriquecer com pouca criatividade

6

Você não é criativo? Não se preocupe, porque tudo que podia ser criado já foi. Tanto assim que para você escrever uma saga adolescente que renda muito dinheiro já há a forma perfeita/receita fácil! Ou talvez o segredo seja a “saga para adolescente”…

Anyway sweet, arrecadar dinheiro conquistando o coração das pré-adolescentes nunca foi tão fácil, você deve se lembrar o Restart (Banda Colorida), não é? Acho que isso tem ligação com o fato de os casamentos não serem mais com 16 anos (nem os das grávidas), então forma-se uma nova fase onde o jovem em desenvolvimento fica suscetível a todo tipo de coisas babacas. Não esqueça que nessa idade também, se pode investir em todo o tipo de mercadoria do ídolo amado: cadernos, estojos, borrachas, tapete de privada, etc…

A saga Harry Potter conta a história do bruxo órfão e seus melhores amigos, Rony e Hermione

3 Personagens Sobrenaturais + 1 Romance Demorado = 7 livros

Claro, que você também pode tentar o caminho da música ruim, como Menudos já fizeram nos anos 70 e o Restar/Cine fizeram na atualidade. Claro, não desmereço os gênios publicitários que estão por trás desses garotos, sabem lançar qualquer coisa esses aí! Mas, vamos nos fixar em escrever um livro bem enrolado, de preferência uma saga, porque se você tiver sorte pode vendes a franquia para um estúdio de cinema que é a opção mais rendável.

Do que você vai precisar? Simples:

  • Triângulo amoroso… Não pera, melhor dizer 3 personagens, que podem ou não ser sobrenaturais, a dica é fazer no mínimo um deles sobrenatural.
  • Se colocar um romance no meio, e você deve mesmo que implícito, você vai enrolar ao máximo para que os pombinhos fiquem juntos e criar todo o tipo de confusão para separá-los. E dependendo do tipo de história que você escreve, principalmente as que os personagens se conhecem desde criança, adie o sexo e coisas do gênero para os últimos livros.
A saga Crepúsculo trouxe de volta a moda dos vampiros

2 Personagens Sobrenaturais + Triangulo Amoroso = 4 livros (+1 paralelo)

  • Ameças de morte e vilões que querem acabar com o mundo são a chave do sucesso. Ameace entes queridos, entes não queridos, gente que já morreu, e principalmente faça que depois de muito lutar e de amigos morrerem, o trio salve o mundo (uma ou mais vezes).
  • Sempre tenha em mente um vilão forte para morrer só no último livro, pode começar a luta contra o mal entre o começo e a metade do primeiro livro.
  • Nunca se esqueça que os personagens principais devem ter defeitos e características chavões, como ser inteligente, ser idiota, ser mulherengo, ter um sonho impossível, ter um passado obscuro, ser tímido, ser recatado ou simplesmente ser muito chato ou normal. PS: Isso também vale para os personagens sobrenaturais.
  • Passe mensagens positivas implícitas no meio da história para ser chamado de educativo entre os críticos, como fazem os mangás e HQs que muitas vezes são apresentados como educativos, pois ensinam a não desistir de sonhos, amores, vinganças, etc… Continuar lendo